Clínica Otorrinolaringológica

Oferecemos serviços de Otorrinolaringologia Clinica, Diagnóstico, Tratamento e Reabilitação que atende pacientes de todas as faixas etárias, desde bebês até idosos, tratando de problemas, tais como:

– Dificuldades Respiratórias;
– Infecções e dores de ouvido;
– Perda Auditiva;
– Problemas de voz;
– Processos Alérgicos das vias aéreas superiores;
– Ronco;
– Respiração bucal;
– Tontura e Problemas de Equilíbrio;
– Zumbido;
– Avaliação de candidatos a implante coclear

Exames: No IEAA você pode realizar avaliação dos problemas de audição, nariz, garganta e voz. A partir dos resultados desses exames é possível estabelecer estratégias de tratamento, reabilitação que podem melhorar a qualidade de vida do paciente e de sua família.

É um exame feito através de um aparelho que é passado através do nariz, com uma fibra óptica na ponta (possui o diâmetro de um grão de arroz), onde se faz a avaliação da cavidade nasal até a laringe. Este exame é feito por um otorrinolaringologista com um anestésico local passado no próprio aparelho. Mas o exame não é doloroso e tem uma duração cerca de 15 minutos.

Orientações:

– Somente com pedido médico.
– Este exame é realizado em adultos e em crianças a partir de 6 anos de idade.
– Clientes menores de 18 anos deverão vir acompanhados de um adulto responsável.
– Este exame não necessita de preparo.

Recomendações aos acompanhantes de Crianças:

– Caso não aja cooperação da criança não será possível a realizar o exame. Isto só pode ser avaliado pelo médico do setor no momento do exame.

Indicado para pessoas com queixa de tontura, vertigem, desequilíbrio, nistagmo (movimento do olho rápido e involuntário) ou quando há suspeita de problema no labirinto. Baseado no princípio do eletro-encefalograma e do eletrocardiograma, eletrodos são colocados na cabeça, na região próxima aos olhos e diversos estímulos (visuais, térmicos e de posição) são apresentados. O movimento dos olhos é registrado por uma máquina chamada Vectoeletronistagmógrafo.

É um exame seguro que gera um pouco de tontura porém, são raríssimas as situações em que não se consegue completá-lo devido a uma intolerância por parte do paciente.

Orientações:

– Este exame é realizado somente com solicitação médica.

– Menores de 18 anos precisam estar acompanhados de um adulto responsável.

– Se o paciente for uma criança, ou um adulto com problemas neurológicos ou psicológicos, recomenda-se fazer o exame em horário que o paciente esteja cansado.

– Esteja em jejum desde 2 horas antes do horário marcado (neste dia consuma apenas alimentos leves).

– Não use maquiagem, jóias, grampos, presilhas, lentes de contato ou sapatos de salto.

– Vista-se confortavelmente, evitando calças apertadas, saia, terno e cinto.

– Venha acompanhado e não dirija veículos logo após o exame. Você poderá ficar com um pouco de tontura e esta poderá demorar um pouco para passar.

– Não tome medicamentos antivertiginosos (contra labirintite) até 3 dias antes o exame pois poderão mascarar os resultados.

– Não consumir desde o dia anterior: café, chocolate, chá mate, chá preto, refrigerante, cigarros, bebidas alcoólicas e medicamentos de uso geral. Somente devem ser tomados aqueles remédios absolutamente indispensáveis (Como os para: diabetes, hipertensão, doenças do coração, epilepsia e anticoncepcionais).

Atenção: Caso esteja RESFRIADO OU GRIPADO é melhor REMARCAR O EXAME pois nessas condições o resultado poderá ser inconclusivo.

Tente chegar com 30 MINUTOS DE ANTECEDÊNCIA para que seja conseguido o relaxamento necessário e respondido o questionário de ANAMNESE OTONEUROLÓGICA.

Não poderão ser tolerados atrasos. Trata-se de um exame demorado e não poderá ser atrapalhada a execução daquele que vem a seguir.

Não marque nenhum compromisso para logo depois do exame. O tempo de duração não é muito preciso e talvez você precise de algum descanso após o mesmo.

Consiste em uma série de testes e procedimentos que visam avaliar as habilidades específicas do sistema nervoso auditivo periférico e central, investigando o quanto o paciente ouve e entende o som que chega aos seus ouvidos.

Os seguintes comportamentos podem exemplificar transtornos do sistema nervoso auditivo central:

a) dificuldade para entender a fala em ambiente ruidoso ou com pessoas falando ao mesmo tempo ou em que haja distorção da fala (por ex. ao telefone), na ausência de perda auditiva ou desproporcional ao grau da mesma;

b) crianças com desenvolvimento de fala e linguagem aparentemente normais, mas que têm dificuldades de aprendizagem;
c) crianças com história de vários episódios de otite nos primeiros anos de vida;

d) crianças que parecem distraídas e/ou desatentas em ambientes ruidosos ou com várias pessoas falando.

O Exame não é doloroso, dura aproximadamente 2 horas.

É importante ressaltar que pode levar mais do que uma sessão de avaliação dependendo de fatores como o tempo de atenção, o cansaço e a motivação do paciente.

Orientações:

Para realizar o exame é necessário:

– Ter uma solicitação de um profissional da saúde ou pedagógico;

– Pode ser realizado em adultos e em crianças a partir de 6 anos de idade, clientes menores de 18 anos deverão vir acompanhados de um adulto responsável.

Recomendações para a realização do Exame:

– Ter Avaliação Audiológica (audiometria) recente (até três meses).

Recomendação aos acompanhantes de crianças:

– Agendar o exame em horários que a criança esteja descansada e tranqüila.

Para agendar uma entrevista com a Especialista, ligue para (011) 2221 -8524 ou solicite agendamento aqui.

Informação importante:  A Maioria dos Convênios Não cobre esse procedimento!

É um conjunto de testes que inclui a timpanometria, o reflexo acústico e impedância acústica estática. Não causa dor e não depende da resposta da pessoa ao exame.

Na timpanometria, uma pequena sonda de borracha macia é introduzida em seu ouvido com o objetivo de vedar a entrada do canal auditivo. Você sente o ouvido tampado. Um som (parece um zumbido de abelha), e uma pressão de ar são introduzidos, fazendo com a membrana do tímpano de mova para frente e para trás.

O reflexo acústico é um teste que mede a resposta do nosso ouvido a sons fortes. Nesse teste, um apito de tons e intensidades diferentes é apresentado ao seu ouvido e o movimento da membrana timpânica é registrado.

Orientações:

– Este exame é realizado somente com solicitação médica.

– Menores de 18 anos precisam estar acompanhados de um adulto responsável.

– Recomendação aos acompanhantes das crianças:
– Este exame pode ser feito se houver a colaboração da criança, mas se a criança estiver chorando muito, não é possível realizar o teste. Possíveis causas que o exame não possa ser feito:

– Supuração no ouvido, perfuração do tímpano e obstrução por cera não permitem a realização do exame.

AUDIOMETRIA

Realizamos avaliação dos problemas de audição. A partir dos resultados desses exames é possível estabelecer estratégias de tratamento, reabilitação que podem melhorar a qualidade de vida do paciente e de sua família.

A audiometria tonal é realizada em uma sala silenciosa – cabina acústica, cujas paredes, teto e piso são tratados de tal forma que os ruídos externos não afetem os resultados do teste.

Nesse teste, uma série de sons, de diferentes freqüências e intensidades são apresentados ao ouvido da pessoa e ela é instruída a levantar a mão cada vez que ouvir um desses sons. Os sons podem ser apresentados por meio de fones de ouvido, caixas acústicas ou por um instrumento – vibrador ósseo, que permite transmitir o som através do osso.

Orientações:

– Apresentar pedido médico;

– Não apresentar dor forte, supuração ou acúmulo de cera no momento do exame;

– Não há necessidade de jejum ou restrição de alimentação;

– Fazer repouso auditivo – não usar qualquer tipo de aparelho de som no ouvido nas 17 horas que antecedem o exame.

– Pessoas idosas, com problemas de locomoção, quadros de tontura ou doença neurológica, devem vir acompanhadas por um responsável.

Crianças entre 3 meses e 5 anos de idade, ou com problemas mentais, neurológicos ou psicológicos, podem ter sua audição avaliada pela audiometria. Nesse caso, a criança é ensinada a realizar uma brincadeira, por exemplo, colocar uma moeda em um cofrinho, toda vez que ouve o apito/som. Os sons podem ser apresentados por meio de fones de ouvido, caixas acústicas ou vibrador ósseo, que permite transmitir o som através do osso.

Existem diversas técnicas de avaliação infantil: audiometria de observação de comportamento, audiometria de reforço visual e audiometria condicionada.

Orientações:

– Este exame é realizado somente com solicitação médica.

– Menores de 18 anos precisam estar acompanhados de um adulto responsável.

– De preferência, a criança não deve estar com dor no ouvido, com fome, febril ou muito cansada na hora da avaliação.

Recomendação aos acompanhantes de crianças:
Este exame pode ser feito se houver a colaboração da criança, caso contrário não será possível fazer a avaliação.

Possíveis causas que o exame não possa ser feito:

– Supuração no ouvido, perfuração do tímpano e obstrução por cera não permitem a realização do exame.

Neste teste palavras conhecidas e familiares são apresentadas através dos fones ou das caixas acústicas. A pessoa é orientada a repetir cada palavra do jeito que ouvir, mesmo que esteja muito baixo ou difícil de entender.

Orientações:

1) Este exame é realizado somente com solicitação médica.

2) Menores de 18 anos precisam estar acompanhados de um adulto responsável.

3) De preferência, a pessoa precisa estar familiarizada com a língua portuguesa falada no Brasil.

Recomendação aos acompanhantes de crianças:

Este exame pode ser feito se houver a colaboração da criança, caso contrário não será possível fazer a avaliação.

Possíveis causas que o exame não possa ser feito:

– Supuração no ouvido, perfuração do tímpano e obstrução por cera não permitem a realização do exame.

Neste teste é possível avaliar se, e de que forma, o som passa pelo sistema auditivo do tronco cerebral. É muito usado em bebês para diagnosticar perda auditiva. Baseado no princípio do eletro-encefalograma e do eletrocardiograma, eletrodos são colocados na cabeça e o som é apresentado através de fones. A atividade do cérebro em reposta ao som é registrada.

Orientações:

– Este exame é realizado somente com solicitação médica.

– Menores de 18 anos precisam estar acompanhados de um adulto responsável.

– Se o paciente for uma criança, ou um adulto com problemas neurológicos ou psicológicos, recomenda-se fazer o exame em horário que o paciente esteja cansado.

– Para bebês, é recomendável deixa-lo cansado e deixar para alimentá-lo logo antes da entrada na sala do exame.

Recomendação aos acompanhantes das crianças:

– Este exame pode ser feito se houver a colaboração da criança, mas se a criança chorar, não ficar quieta, poderá haver necessidade de realizar o exame com a criança dormindo.

Possíveis causas que o exame não possa ser feito:

Paciente não fica deitado, é muito agitado ou nervoso

REABILITAÇÃO

O setor de reabilitação do IEAA atua conta com profissionais especializados na reabilitação de pessoas portadoras de problema do sistema Auditivo: surdez, zumbido, tontura e processamento auditivo.

Oferecemos os seguintes serviços de reabilitação para Adultos e Crianças:

– Indicação e adaptação de Aparelho Auditivo

– Terapia Fonoaudiológica para pacientes surdos (usuários de Aparelho Auditivo)

– Reabilitação Vestibular (Tontura e Labirintite) – indicada para pacientes com problemas de equilíbrio

– Terapia de Processamento Auditivo ou Treinamento Auditivo

O Paciente ao ter o diagnóstico de um médico otorrinolaringologista de que possui um perda auditiva e que necessita aparelho auditivo para melhorar sua qualidade de vida.

Por ter uma perda auditiva, esse paciente possui problemas de comunicação que acarretam problemas em se relacionar com seus familiares, amigos e o cotidiano de suas vidas.

O processo de indicação e adaptação de aparelho auditivo deve ser realizado por uma fonoaudióloga especializada nessa área. Ela fará uma avaliação das necessidades auditivas do paciente e procurará as melhores soluções para o seu problema auditivo.

Para solicitar esse tipo de serviço é necessário:

Ter um laudo médico com o diagnóstico da perda auditiva e prescrição da necessidade de uso de aparelho auditivo;

Ter feito um exame de audiometria completo (audiometria, imitanciometria, emissões otoacústicas e/ou potencias evocados-BERA), recentes, nomínimo realizado nos últimos 6 meses;

– Pode ser realizado em adultos e em crianças sem limite de idade;

– Clientes menores de 18 anos deverão vir acompanhados de um adulto responsável.

Recomendações para a realização da Indicação de Aparelho Auditivo:

Recomendação aos acompanhantes de crianças

A Indicação de Aparelho Auditivo pode ser feito se houver a colaboração da criança, caso contrário não será possível fazer a indicação.

Prazo de entrega: A fase de adaptação de um Aparelho Auditivo pode durar até 50 dias.

A Indicação de Aparelho Auditivo deve ser agendado com antecedência.

Garantido o acesso ao som através da cirurgia do Implante Coclear é imprescindível
que o implantado participe de terapias fonoaudiológicas para melhorar os resultados
com o dispositivo. Esta auxiliará a criança/adulto a se ajustar à nova forma de audição
e desenvolver habilidades do cérebro, adequando e estimulando a linguagem e
audição.
A duração das sessões dependerá do seu tipo de perda auditiva, da sua idade,
etiologia da perda, tempo de privação auditiva e do seu nível de motivação.

 

Procedimento não possui credenciamento junto aos convênios – procedimento  com cobrança particular.

A Terapia vestibular é uma das opções para tratamento de Reabilitação Vestibular (pessoas que possuem tontura, vertigem ou problemas de equilíbrio) recomendada pela Sociedade de Otorrinolaringologia.

Existem dois tipos de tratamento de reabilitação Vestibular:

• Único – Um tipo de protocolo* para qualquer distúrbio vestibular.

• Personalizado – seleciona determinados protocolos* de acordo com o laudo dos exames otoneurológicos.

A reabilitação vestibular vai adaptar o paciente às atividades que possuía antes de adquirir a disfunção.

* Protocolos são uma série de exercícios dados por determinados pesquisadores

Para uma pessoa iniciar o tratamento de terapia de reabilitação Vestibular, a princípio deverá ser agendado uma consulta com o especialista.

Recomendações para a realização da reabilitação Vestibular:

– Encaminhamento de um profissional da saúde, médico, responsável pelo paciente.

– Ter uma Avaliação Audiométrica normal com prazo de três meses.

– Ter uma Avaliação Otoneurológica com prazo de três meses.

Para agendar uma avaliação, ligue para (11) 2221 -8524

A terapia de Processamento Auditivo ou Treinamento Auditivo consiste em um conjunto de atividades, realizadas em cabina acústica para desenvolver ou reabilitar as habilidades auditivas, necessárias para a compreensão da fala. O Treinamento Auditivo é uma técnica amplamente utilizada que tem demonstrado ser eficiente como complemento à terapia fonoaudiólogica em indivíduos com Transtornos do Processamento Auditivo (Central) ou para potencializar a Adaptação de Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI – aparelho auditivo).

Quanto tempo leva: O Treinamento Auditivo pode durar entre 8 a 12 sessões, de acordo com as necessidades de cada paciente.

Indicação: Para crianças, a partir de 9 anos, com diagnóstico de Transtorno do Processamento Auditivo (Central), quando o profissional responsável pelo paciente julgar necessário. Para adultos em adaptação de AASI, quando o profissional responsável pelo processo de adaptação julgar necessário.

Recomendações para a realização do Treinamento Auditivo:

Encaminhamento do profissional responsável pelo paciente. Prévia Avaliação Comportamental do Processamento Auditivo (Central) recente (até 2 meses), para determinar quais habilidades auditivas encontram-se prejudicadas. – Ter uma Avaliação Audiométrica normal com prazo de três meses.

Recomendação aos acompanhantes de crianças: Agendar o exame em horários que a criança esteja descansada e tranqüila.

Para agendar uma entrevista com a Especialista, ligue para: 011 2221-8524